Seus resultados de pesquisa
Data da Publicação user2217 em 07/04/2023
0

Como adquirir um apartamento na planta

Tem muitas vantagens de comprar um imóvel na planta. Facilidade no pagamento. Valorização do imóvel. Personalização do acabamento. Mesmo assim, podem surgir dúvidas se a compra é realmente segura, já que o imóvel ainda não está construído.

Comprar um imóvel na planta é adquirir um imóvel que ainda está na fase de construção ou que será construído.

Trata-se de uma forma muito comum e vantajosa para aqueles que desejam realizar o sonho da casa própria ou investir em um empreendimento com preço mais em conta.

Ao comprar um imóvel na planta, os pagamentos são realizados diretamente para a construtora até a entrega do empreendimento. É exatamente isso que facilita a compra de imóveis na planta.

Os valores em geral são corrigidos pelo INCC (Índice Nacional de Custo da Construção), uma taxa de inflação da construção civil, calculada com base em material e serviços de mão de obra. Ele incide sobre todas as parcelas e sobre o saldo devedor mensalmente, o que aumenta o valor final.


Existe 2 formas de financiamento dos imóveis na planta


Incorporação a preço fechado: trata-se da grande maioria dos lançamentos imobiliários na planta, onde um preço é definido em contrato podendo sofrer apenas uma correção por inflação (INCC) até a entrega das chaves.
Tem um pagamento em faixa de 30-40% até a entrega, assim que o imóvel fica pronto, é hora de contratar o financiamento para seguir com o pagamento do imóvel.
Porém, é importante que você entenda desde o início como funciona o financiamento, qual será o saldo a financiar, como é o processo de aprovação e quais taxas são cobradas ao longo do contrato.
Esse planejamento é essencial para manter sua saúde financeira e evitar imprevistos no momento da entrega do imóvel .


Incorporação a preço de custo: No sistema de construção “por administração”, usualmente apelidado de “preço de custo”, os interessados nas unidades (sejam casas, apartamentos ou salas comerciais) formam um grupo de investidores (chamado de “condomínio”) que irá bancar todos os custos de construção. Neste caso, a incorporadora é responsável pela administração do empreendimento e será remunerada por uma taxa pré-estabelecida.
Inicialmente levanta-se um orçamento da obra que poderá sofrer alterações de preço e escopo. Neste sistema não há financiamento com bancos, o preço da unidade será pago ao longo da construção.

Comparar Listagens